Páginas

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Xilema: reunindo conhecimentos de Ciência, Química e Física!

O trabalho interdisciplinar em sala de aula é um dos temas discutidos na área da educação atualmente e realmente é indispensável, já que uma única área do conhecimento não explica sozinha um fenômeno. Esse é o caso da atividade em questão: Xilema, sistema de vasos de condução responsável em realizar o transporte de seiva bruta nos vegetais superiores. Assunto fundamental em Botânica, estudado em Ciências e Biologia.
 Entretanto esse fator não é puramente biológico! Para que o transporte de seiva ocorra há fatores cooperativos ao longo do corpo do vegetal, propriedades físicas e químicas que auxiliam nesse sistema, como: sucção das folhas, força de adesão e coesão, força tênsil, capilaridade dos vasos...
 Em vista desses aspectos realizou-se um conjunto de atividades práticas envolvendo o Xilema com três turmas de nonos anos que nesse etapa estudam Física e Química em Ciências, como uma forma de unir as três áreas do conhecimento, visando um entendimento mais detalhado do processo.

Observação da localização dos vasos do xilema (pontos cor de rosa) com auxílio do microscópio e corante alimentar.

As atividades ocorreram com as turmas com práticas diferentes aplicadas em três etapas, sendo elas:
ü  1º etapa: Xilema e o uso do microscópio
ü  2º etapa: Xilema e fatores externos
ü  3º etapa: Analisando os experimentos
Explicando melhor cada uma das atividades trabalhadas.

1º etapa: Xilema e o uso do microscópio
A primeira atividade desenvolvida com a turma foi teórico/prático, com o intuito de relembrar os discentes sobre o xilema e após fazer o preparo de lâminas para observação dos vasos em microscópio.
A prática iniciou em sala de aula, no qual com auxílio de equipamento multimídia fez-se uma explicação sobre o xilema: onde é encontrado, suas funções, a relação do xilema com Física e Química...

Explicação teórica sobre o Xilema.

Após juntamente com os alunos fez o preparo de uma solução de corante alimentar e água, onde se dispôs ramos de flores de crisântemos. Então as turmas foram para o Laboratório de Ciências e em grupos, fizeram o corte do caule do crisântemo preparando uma lâmina para observação em microscópio. Uma vez que dispostas na solução os vasos do xilema conduzem água e pela ação do corante alimentar deixa corando os vasos, permitindo a observação de sua localização quando olhado no microscópio.

Alunos preparando lâminas para obervação em microscópio.

Alunos preparando lâminas para obervação em microscópio.

Alunos observando os vasos do xilema no microscópio.

Lâmina de obervação.

Observação em microscópio: pontos corados em rosa identificam a passagem do vasos do xilema.


2º etapa: Xilema e fatores externos
A segunda prática foi realizada no Laboratório de Ciências com o objetivo de comprovar visualmente a função do xilema através da coloração das flores e comparar se diferentes fatores externos causam influência no transporte.
Para isso os alunos foram divididos em seis grupos, onde cada um fez o preparo de uma solução diferente. Inicialmente efetuou-se uma explicação sobre o que é uma solução, suas aplicações, pH, retomando também o xilema.
As soluções preparadas foram as seguintes: ácida, básica, salina, controle, controle exposta ao sol, controle ao gelo.
Assim que todas as soluções foram preparadas cada grupo inseriu nela um ramo de crisântemo. Alguns grupos conseguiram observar ainda na aula, leves alterações na coloração das pétalas de algumas flores.
Terminado a prática as soluções permaneceram no laboratório para serem observadas na próxima aula. Da terça feira até na Quinta feira.

Alunos preparando as soluções.

Alunos preparando as soluções.


Alunos fazendo a medição do pH das soluções.


Alunos preparando as soluções.

Aluna cortando um ramo de crisântemo para dispor na solução.

3º etapa: Analisando os experimentos

A ultima prática foi também realizada no Laboratório de Ciências, onde os alunos analisaram os resultados obtidos com o experimento e construíram um pequeno relatório reunindo as informações de todos os grupos. Ainda entregou-se uma ficha de avaliação das atividades.

Soluções preparadas pela turma 9C.

Soluções preparadas pela turma 9B.

Soluções preparadas pela turma 9A.

Soluções das três turmas expostas ao sol.

Soluções das três turmas deixadas em uma vasilha com gelo.

Alunos fazendo anotações das análises do experimento.

Alunos fazendo anotações das análises do experimento.

Grupos compartilhando os resultados observados com todos os colegas.

Grupos compartilhando os resultados observados com todos os colegas.

Alunos anotando as observações.

Anotações referente as observações.


Turma com seu experimento.


A prática ocorreu de maneira muito produtiva com a interação dos alunos, permitindo construir uma abordagem interdisciplinar do assunto. Contou com aprovação da maioria dos envolvidos, destacando para a importância das atividades práticas como forma de atrair os discentes para as aulas, facilitando a concretização dos conehcimentos.

FICHA TÉCNICA
Data: 17/10/17, 24/10/17 e 26/10/17.
Escola: EEEM Mestre Santa Bárbara.
Turma: 3 turmas de nonos anos (9A, 9B e 9C)
Número de alunos atendidos: 100 alunos.
Bolsistas envolvidas: Ana Paula de Souza, Bruna Trevisol, Luana Boeira, Tatiane Eitelven e Luciana Bonato Lovato.



segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Ácidos e Bases na prática

       Durante os dias 18, 19 e 20 de Outubro os alunos de quatro turmas de primeiro ano do Ensino Médio tiveram a oportunidade de realizar uma aula prática de Química com o tema ácidos e bases.

       Para a realização desta prática, os alunos formaram grupos de aproximadamente 5 pessoas, onde receberam instruções prévias de levar para a escola alguns ingredientes utilizados no seu dia a dia a fim de se identificar as substâncias ácidas e básicas, diferenciando-as através de identificadores.

        Inicialmente as bolsistas retomaram com os alunos alguns conceitos sobre o conteúdo a ser estudado, já visto em sala de aula. Após foram passadas algumas orientações para a execução da aula prática conforme protocolo abaixo.


        Através dos identificadores foi possível observar a diferença na coloração das soluções que reagiram, classificando-as em ácidas ou básicas.



   Esta prática tem como objetivo demonstrar aos alunos os diferentes tipos de identificadores de pH, assim como a classificação de substâncias usadas no cotidiano deles mesmos.

         Reforçamos a importância destas aulas na rotina escolar, para integrar os alunos ao ambiente do laboratório além da visualização e assimilação do conteúdo de forma prática.


Ficha Técnica
Escola: EEEM Mestre Santa Barbára
Turmas: 1 º anos E.M. (15M, 16M, 17M e 18M)
Número de Alunos Envolvidos: 120 alunos aproximadamente
Bolsistas Envolvidos: Aline de Godoy, Ana Paula de Souza, Luana Boeira, Luciana Bonato Lovato, Raquel De Villa, Tatiane Eitelven e Tayna Trentin.
Colaboradores: Laboratórios UCS - CARVI

Data da Atividade: 18, 19 e 20 de outubro de 2017.

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Pulmão Fumante

Em 17 e 18 de outubro de 2017 realizou-se um experimento com as turmas de primeiro ano, para demonstrar os malefícios do cigarro, abordando o tema "tabagismo".
Os bolsistas envolvidos simularam um pulmão com uma garrafa e fizeram ela "fumar" (literalmente), deixando no final, em um guardanapo milhares das toxinas que o cigarro tem, e passa para o corpo humano, mesmo com filtro.
O resultado foi como o esperado. Os alunos se conscientizaram e perceberam que o cigarro é uma furada. Nos corredores podiam ser ouvidas pessoas falando que nunca iam chegar perto do cigarro, outras dizendo que iam fazer os parentes pararem de fumar.
Procedimentos para realizar o Experimento:
Pegar uma garrafa PET de 2 litros e fazer um buraco na parte inferior da garrafa ("perto dos pés da garrafa") e tampar esse buraco com um pedaço de fita isolante. Fazer outro buraco na tampa e encher a garrafa com água. Depois é só ajeitar o cigarro na tampa e destampar o buraco inferior para a água começar a sair, acendendo o cigarro ao mesmo tempo.
A força que a água faz para sair faz com que o cigarro seja "consumido". Após tirar toda a água vai restar apenas a fumaça na garrafa. Abrir a tampa e colocar um guardanapo e colocar um secador de cabelos no buraco inferior da garrafa para empurrar para fora a fumaça, forçando-a contra o guardanapo. O resultado você confere nas fotos.

Foto 1: Explicação sobre o cigarro

Foto 2: Fumando na prática
Foto 4: Pulmão Fumante

Foto 3: Resultado do experimento


Foto 5: "O conhecimento Ilumina!"



Escola: Escola Estadual de Ensino Médio Mestre Santa Barbara
Turma: 1º anos - Ensino Médio   Número de alunos envolvidos:100
Bolsistas envolvidos: Bruna Dupont,  Igor Pozzebon, Tayná Trentin   Thaisa Dal Pizzol e Luciana Lovato (coordenadora).
Data da atividade: Outubro de 2017

domingo, 22 de outubro de 2017

Apresentação de pôster: Revitalização do laboratório escolar como projeto do Pibid de Ciências Biológicas!

No dia 10 de Outubro foi momento das bolsistas do PIBID, participarem da apresentação de pôsteres na 3º Semana Acadêmica Integrada da UCS/CARVI.

Bolsistas na apresentação de pôsteres.

O trabalho apresentado foi referente ao projeto de revitalização do Laboratório de ciências que vem sendo desenvolvido desde Fevereiro desse ano, na Escola Estadual de Ensino Médio Mestre Santa Bárbara, onde além de tornar o espaço apto para aulas experimentais, as bolsistas montam e aplicam práticas de Ciências, Biologia e Química, de acordo com a solicitação dos professores.


Trabalho apresentado.
Esse projeto vem mostrando excelente resultados, vez que a união entre teoria e prática no ensino de Ciências e Biologia, torna os assuntos muito mais atraentes e próximos da realidade dos discentes, facilitando assim o processo de ensino e aprendizagem.

FICHA TÉCNICA
Data: 10/10/2017
Local: UCS/ CARVI
Bolsistas envolvidas: Luana Boeira, Tatiane Eitelven e Luciana Bonato Lovato.



sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Projeto: Artrópodes, um mundo a parte!


   Tendo em vista a amplitude do Filo Arthropoda com suas cinco Classes mais conhecidas: Insecta, Arachnida, Crustacea, Chilopoda e Diplopoda, o PIBID juntamente com a professora titular dos 7º anos da Escola Mestre Santa Bárbara desenvolveram atividades para promover o contato dos alunos com esse mundo.   
   Ao longo do segundo trimestre a professora já havia trabalhado em aulas teóricas as diversas características do Filo e de suas classes. A partir disso a primeira parte do projeto foi levar os alunos até os laboratórios da UCS - Carvi para que pudessem manipular exemplares reais dos animais até então tão distantes.   
   A aula prática foi realizada no dia 11 de setembro no turno da tarde para as 3 turmas (7A, 7B e 7C) que vieram separadamente. O roteiro da aula foi seguido através da ficha, figura 1, que todos receberam. Após conversa sobre as principais características que diferenciam as classes os alunos foram desafiados a identificar os exemplares dispostos nas bancadas em nome popular e classe.

Figura 1: ficha roteiro.









   A segunda parte do projeto foi aplicada na própria sala de aula nos dias 10 e 11 de outubro, que teve um objetivo mais lúdico. As atividades desenvolvidas foram um origami de borboleta e um desenho para evidenciar a simetria de um besouro. O material utilizado está disponível no livro: Os insetos e a ciência na escola de Wilson S. de A. Filho e Adriana Tolotti, figura 2.

Figura 2: Capa do livro utilizado.






















Ficha Técnica
Escola: EEEM Mestre Santa Barbára
Turmas: 7 º anos (7A, 7B, 7C)
Número de Alunos Envolvidos: 90 alunos
Bolsistas Envolvidos: Ana Paula de Souza, Bruna Trevisol, Luana Boeira, Luciana Bonato Lovato, Raquel De Villa, Tatiane Eitelven e Tayna Trentin.
Colaboradores: Laboratórios UCS - CARVI
Data da Atividade: 11 de setembro e 10/11 de outubro de 2017